Carrapato Em Cachorro

Por Robson Difaro •  Postado em: 23/04/22 •  12 min de leitura

Os donos de cachorro sabem como esses animais exigem cuidados diários para evitar o aparecimento de doenças e parasitas, como é o caso de Carrapato em Cachorro.

Esses parasitas podem ser um pesadelo para quem possui cães.

É por isso que vamos entender como podemos combater o aparecimento de carrapato em cachorro.

O carrapato é um parasita hematófago, o que significa que ele se alimenta do sangue de outros animais.

Uma das características desses insetos, é que algumas espécies de carrapato podem se reproduzir de forma assexuada.

Ou seja, um único parasita pode dar origem a milhares de outros insetos.

É por conta dessa capacidade que eles são animais tão persistentes e adaptados a diversos ambientes.

Apesar de ser muito comum encontrar carrapato em cachorro, esses animais também parasitam outras espécies.

Carrapato em Cachorro

O que é o carrapato

O carrapato é um inseto da classe “Arachnida”, a mesma classe onde é possível encontrar animais peçonhentos como aranhas e escorpiões.

Esse animal representa uma grande ameaça para outras espécies, incluindo cães, gatos e até humanos.

Quando se fixam a um hospedeiro, esse parasita libera no sangue algumas substâncias que evitam a coagulação, essa é uma forma de garantir que sempre vai haver sangue sendo enviado para ele.

O problema é que junto com essas substâncias eles liberam bactérias e outros organismos que podem ser letais para o hospedeiro.

Existem várias maneiras de tratar e remover um carrapato em cachorro, mas uma das formas mais eficazes é evitar o contato com esses animais.

Por isso vamos entender quais são os ambientes preferidos desses parasitas.

Veja também: Meu Cachorro Se Coça Muito Mas Não Tem Pulga.

Ambientes do Carrapato

Os carrapatos são animais que têm como característica a adaptabilidade.

Eles são capazes de se adaptar a diversos ambientes e com isso conseguem se proliferar com facilidade

Os ambientes que esses animais ocupam na natureza são diferentes dos ambientes onde eles são encontrados na cidade.

Por conta da sua capacidade de locomoção relativamente limitada, eles são animais oportunistas, o que significa que eles ficam à espera dos hospedeiros em locais estratégicos.

Carrapato

Na natureza

Na natureza esses animais passam a maior parte da vida sobre os hospedeiros.

Depois de acasalar as fêmeas continuam se alimentando do sangue do hospedeiro até que chegue a fase de pôr os ovos.

Normalmente, durante a fase de postura elas se desligam do animal e vão para o solo, onde costumam colocar até 5.000 (cinco mil ovos).

Depois de eclodirem, as larvas começam a se desenvolver até chegar a uma fase de maturidade, onde começam a se deslocar pelo ambiente.

Geralmente as crias novas se posicionam em plantas, feixes de capim e superfícies por onde os animais passam.

Eles aproveitam o atrito entre o pelo do animal e a superfície para poder se deslocar para o corpo do hospedeiro.

Alguns lugares da natureza, onde os carrapatos se posicionam são:

Em áreas urbanas

Apesar de ser mais difícil encontrar vegetação em regiões urbanas, esses parasitas encontram outras soluções.

Em locais com infestação de carrapatos, é possível ver esses insetos em superfícies planas, como paredes, colunas e outras estruturas.

Geralmente eles usam superfícies de madeira e outros materiais para se posicionar e aguardar o hospedeiro passar.

É importante tomar cuidado para evitar que os cães circulem por áreas com infestação de carrapatos, mas como identificar uma área infestada?

Se você consegue ver um ou dois carrapatos andando por uma superfície, pode ter certeza que fora do alcance dos seus olhos existem muitos outros insetos povoando o local.

Este é um sinal que você precisa evitar que o seu animal e até mesmo você permaneça em locais assim.

Assim como os humanos, os cães também podem sofrer com as doenças que são causadas pela picada do carrapato, e das bactérias, vírus e protozoários que eles podem hospedar.

Vamos conhecer algumas das doenças que o carrapato pode transmitir ou causar em cães.

Nas áreas urbanas é importante analisar com cuidado alguns ambientes para garantir que seu animal de estimação está seguro.

Alguns lugares comuns onde os carrapatos se abrigam nas áreas urbanas são:

Doença do Carrapato em Cachorro

Conforme mencionamos anteriormente, os carrapatos podem causar complicações seríssimas para a saúde dos animais onde eles estão se hospedando.

Essas complicações são resultado de diversas doenças que estão associadas a esses insetos.

Geralmente essas doenças podem ser fatais se não forem tratadas, e a infestação do parasita no animal não for controlada.

Os casos podem se agravar de acordo com as características físicas do cachorro e da quantidade de parasitas que estão habitando o corpo desses animais.

É muito importante ficar atento aos cachorros para evitar que eles possam sofrer por conta do contato com este tipo de parasita.

Deixamos aqui, um conteúdo muito completo sobre a: Doença do Carrapato.

Vamos conhecer algumas das doenças do carrapato em cachorro, e conhecer quais são as causas dessas doenças:

1. Erlichiose Canina

Esta é uma doença causada por uma bactéria chamada Ehrlichia Canis.

Assim como o carrapato usa o cachorro como hospedeiro, a bactéria utiliza o carrapato como hospedeiro para ter acesso a outros organismos.

Os sintomas dessa doença geralmente são: anemia, complicações no sistema respiratório, febre, diarreia, complicações no sistema circulatório e depressão.

Se não for administrado o tratamento correto essa doença pode levar o animal à morte.

2. Babesiose Canina

Essa doença também é transmitida por carrapato, entretanto, diferente da Ehrlichia Canis, a Babesiose é causada por um protozoário.

Os sintomas dessa doença também são severos e causam sofrimento para o cachorro.

Os sintomas mais comuns são: anorexia, depressão, anemia e febre.

Assim como a Ehrlichia Canis, a Babesiose canina pode matar e por isso é importante procurar cuidados médicos para o animal de forma rápida.

3. Febre Maculosa

A febre maculosa é uma das doenças mais severas transmitidas pelo carrapato.

Esta doença é uma espécie de Tifo, o que torna o tratamento muito difícil e as chances de óbito consideravelmente altas.

A Febre Maculosa é causada por parasitas infectados por uma das bactérias da família Rickettsia, mais especificamente a Rickettsia rickettisii no caso dos cachorros.

Essa é uma doença que oferece riscos seríssimos tanto para cães como para os seres humanos e outros animais.

Se não for devidamente tratada, essa doença pode levar o animal a óbito por conta da severidade dos sintomas que estão associados a ela.

Entre os sintomas estão: falta de apetite, manchas em regiões de mucosa, diarréia e desidratação.

4. Doença de Lyme

Outra doença do carrapato no cachorro é a Doença de Lyme, ou Borreliose.

Essa doença é causada por uma bactéria chamada Borrelia Burgdorferi.

É considerada por muitos especialistas uma das piores doenças associadas ao carrapato em cachorro.

Essa doença é considerada por muitos especialistas como uma das piores doenças relacionadas à presença de carrapato em cachorro.

Ela pode causar: poliartrite, anorexia, febre e algumas adenopatias no animal.

Como acabar com carrapato em cachorro

Carrapato Estrela Cachorro

Sabendo dos riscos que esses parasitas podem oferecer e das doenças que eles transmitem, é importante buscar soluções eficientes para eliminar os carrapatos que possam estar se abrigando no seu cachorro.

Existem muitos medicamentos que são indicados para cachorros.

Esses produtos são desenvolvidos para evitar que esses parasitas continuem a se reproduzir na pele do animal.

Vale destacar que os produtos comercializados com este propósito, têm quantidades exatas das substâncias que são usadas no controle de pragas como pulgas e carrapatos, por isso são eficientes no tratamento de animais infestados

Remédio caseiro para carrapato em cachorro

Algumas pessoas costumam recorrer a tratamentos caseiros para eliminar esses parasitas do corpo dos seus animais.

Entretanto, esta é uma prática não recomendada já que os medicamentos caseiros não possuem eficácia comprovada.

Justamente por conta dos riscos oferecidos pelos carrapatos é importante buscar soluções que sejam comprovadas.

Os remédios caseiros geralmente envolvem o uso de diversas substâncias misturadas.

Algumas pessoas, de forma inadvertida, chegam a aplicar produtos à base de petróleo e inflamáveis na pele dos animais para poder tentar eliminar os carrapatos.

É importante lembrar que os animais não devem ser usados para experimentos sem controle e segurança para garantir o bem-estar deles.

Substâncias químicas como: combustíveis e produtos de limpeza pesada podem causar danos severos à saúde dos animais, e podem ser ineficazes no tratamento dessas infestações.

Vale destacar que a presença de parasitas já deixa o animal estressado e muitas vezes doente.

Utilizar substâncias inadequadas pode agravar o quadro de saúde do animal e até contribuir para a morte do cachorro.

Quando se tratar de problemas de saúde relacionados à presença de carrapatos, a melhor coisa a se fazer é investir em produtos de qualidade comprovada.

Essa é uma forma de tratar o animal de forma segura e garantida.

Além de ser um desperdício de recursos, o uso de produtos e remédios caseiros podem oferecer risco à saúde do animal da família das pessoas que usam essas substâncias.

Procurar ajuda de Médicos Veterinários

Outra forma de garantir que o cachorro receba o melhor tratamento possível é procurar um médico veterinário a fim de avaliar os danos que o parasita pode ter causado a saúde do animal.

Os veterinários costumam solicitar exames para avaliar se a presença de parasitas trouxe alguma das doenças que mencionamos anteriormente.

Além disso, esses profissionais podem te ajudar a encontrar os melhores produtos para remover os carrapatos da pele dos cachorros.

É importante seguir as orientações desses profissionais para evitar atordoar ou machucar o animal durante a remoção, sem mencionar que eles podem te orientar sobre a forma mais higiênica e segura de evitar que seu animal possa ficar infestado novamente.

Remédio para Carrapato em Cachorro

Remédio Para Carrapato em Cachorro

Existem muitos remédios que podem ser eficientes para a remoção de carrapatos de um cachorro.

Alguns remédios podem ser mastigáveis, pipetas de aplicação e outros injetáveis.

Esses remédios geralmente oferecem uma eficácia maior e costumam ser mais rápidos em ação.

Eles liberam substâncias no organismo do animal e essas substâncias eliminam os parasitas através do sangue.

Os produtos mais populares nesta categoria são: Bravecto, Simparic, Nexgard e Frontline.

Esses produtos são antiparasitários muito eficientes na remoção e prevenção da infestação de carrapatos nos cachorros.

Outro produto muito eficiente e que pode ser usado em cães adultos e fora da fase de aleitamento são as coleiras anti-carrapatos.

Essas coleiras liberam substâncias que afastam os parasitas sem causar dano ao animal e o melhor é que possuem eficiência prolongada e comprovada.

Como tirar Carrapato do Cachorro

Carrapato no Cachorro

Para tirar o carrapato do cachorro, a melhor coisa a se fazer é procurar ajuda de um médico veterinário.

Entretanto, se não for possível contar com essa ajuda é importante fazer uma análise minuciosa do animal para identificar onde os parasitas estão posicionados.

Se precisar remover os carrapatos por conta própria é importante ter alguns recursos em mãos que podem te ajudar, como:

  1. Luvas de procedimento;
  2. Pinça para remoção de carrapatos (ou outra pinça descartável);
  3. Álcool;
  4. Gaze;
  5. Vasilha.

Você deve usar luvas, essa é uma forma de garantir a sua segurança e a do animal.

Também é importante manter o cachorro calmo durante o procedimento.

É recomendado o uso de ferramentas adequadas para a remoção, se você não tiver essas ferramentas deve utilizar uma pinça higienizada.

Tente remover o carrapato pela cabeça e não pelo corpo, afinal de contas se a mandíbula do inseto ficar presa na pele do animal pode continuar liberando substâncias no sangue do cachorro.

Use a pinça para remover os parasitas e os guarde em uma vasilha antes de descartar.

Depois de remover os carrapatos higienize o local usando uma gaze ou pano úmido com álcool.

Como tirar Carrapato da Orelha do Cachorro

Se você precisar remover os carrapatos da orelha do cachorro é importante seguir as mesmas orientações e redobrar os cuidados.

Seja pacientes e tente fazer a remoção sem assustar o cachorro.

É muito importante higienizar o local depois de remover o parasita, essa é uma forma de garantir que a saúde do seu animal está segura.

Tome o cuidado de descartar cada um dos carrapatos e evitar que eles continuem se reproduzindo.

Prevenção

Para evitar que o cachorro possa ser infestado por esses parasitas recomenda-se o uso de produtos com eficácia garantida.

Além de sempre levar o animal a um veterinário para garantir que ele está saudável.

Alguns medicamentos garantem eficácia de proteção por até 12 semanas.

Assim você pode garantir que o seu pet não vai se contaminar com carrapatos.

Caso seu cãozinho tenha pegado essa doença, você pode precisar desse conteúdo completo: Como Alimentar Cachorro com Doença do Carrapato.

Fique atento e de olho no cachorro, observe o comportamento do animal para verificar se ele não está apresentando nenhum problema relacionado a presença de carrapatos.

Além disso, ficar atento e de olho no cachorro envolve tomar cuidado para evitar que ele se aventure por locais desconhecidos onde pode haver uma infestação de carrapatos.

Sempre que levar seu cão para um passeio na natureza verifique cuidadosamente para ter certeza que nenhum carrapato se prendeu à pele do animal.

Esses são alguns cuidados importantes para evitar carrapato em cachorro. Se gostou deste artigo compartilhe com outros!

Acesse aqui para saber tudo sobre: Alimentação Canina.

Robson Difaro

Criador Profissional de Cães da Raça Bull Terrier com mais de 10 anos de experiência. Presidente do Kennel Clube de Goiás e Vice Coordenador do Conselho Brasileiro da Raça Bull Terrier. Seu objetivo na raça é a busca de cães típicos, com todas as características inerentes a um verdadeiro Bull Terrier, como temperamento, tipicidade, função e genética, sempre respeitando seus pilares da Criação Ética e com Respeito e amor aos cães.